Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Intercâmbio 'Montalegre-Picos da Europa'

Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
Intercâmbio "Montalegre-Picos da Europa"
02 Outubro 2014
Na sequência da visita realizada, no passado mês de Maio, ao Parque Nacional dos Picos da Europa (Espanha), foi a vez da Associação dos Baldios do Parque Nacional da Peneda Gerês (ABPNPG) e a Associação Florestal dos Vales do Minho, Coura, Âncora, Vez e Lima (Atlântica), retribuírem a viagem. As conclusões desta troca de «experiências relacionadas com a gestão e o ordenamento dos montes comunitários/baldios», foram explicadas numa sessão pública realizada no auditório da sede do Ecomuseu de Barroso.
A Associação dos Baldios do Parque Nacional da Peneda Gerês (ABPNPG) e a Associação Florestal dos Vales do Minho, Coura, Âncora, Vez e Lima (Atlântica) organizaram, em Maio último, uma visita de trabalho com os gestores dos baldios inseridos na área de Intervenção da ITI - Peneda Gerês ao Parque Nacional dos Picos da Europa (Espanha). A visita teve por fim «trocar experiências relacionadas com a gestão e o ordenamento dos montes comunitários/baldios, defesa da floresta contra incêndios, conservação da natureza, caça, pesca, turismo, artesanato, entre outros aspetos».
Deste modo, no âmbito desta visita, foi efetuado um convite aos codirectores das três autonomias que gerem o Parque Nacional dos Picos da Europa (Astúrias, Cantábria e Castela Leão) para conhecerem o Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG) mais concretamente o trabalho que está a ser realizado no âmbito das ITI´S da Peneda Gerês pelos Baldios. O périplo, estendido por três dias (consultar ficheiro anexo), percorreu várias localidades, entre elas, alguns sítios do concelho de Montalegre. Esta parceria encerrou com uma palestra, realizada no auditório do Ecomuseu de Barroso, onde foi «abordada a gestão do Parque Nacional dos Picos da Europa nas várias vertentes e outra sobre as ITI´S – Peneda Gerês conforme o programado».
 
«FOI ESPLÊNDIDO»
 
Lúcia Jorge, em nome do Secretariado dos Baldios de Trás-os-Montes e Alto Douro, explicou esta troca de saberes: «isto resulta de uma visita de estudo que fizemos aos Picos da Europa onde levamos representantes dos baldios do território do PNPG para contracenarem com realidades, embora diferentes, algo semelhantes». Sem se deter, reforçou: «a viagem correu muito bem. Foi esplêndida. Aproveitamos para fazer o convite aos diretores do Parque dos Picos da Europa para virem ao PNPG. A ideia foi verem o nosso projeto, que se chama ITI´S, que são as agro-ambientais, e o trabalho que estamos a desenvolver com os baldios». A fechar, reportou: «acredito que o concelho tenha sido beneficiado».
 
«ESTAMOS NO BOM CAMINHO»
 
Tendo consciência que 80% da área do PNPG é baldia, David Teixeira, vice-presidente do município de Montalegre e profundo conhecedor do tema, deixou reflexões, muitas delas em formato de desafio. O autarca acredita que o futuro tem que romper com o peso excessivo de regras que minam o desenvolvimento do Parque Nacional sob pena de voltarmos a não potenciar este enorme território natural, cuja maior parte está plantada no concelho de Montalegre. David Teixeira espera que estejamos perante «o início de uma parceria e de um intercâmbio de experiências que o Barroso muito tem a ganhar». Nesse sentido, adiantou: «na senda desta aposta que o município vem fazendo, no âmbito do empreendedorismo, penso que outras viagens se irão propor para que o Parque Nacional, reserva da biosfera, ganhe maior dimensão e possa ser usufruído de uma forma organizada, que todos nós queremos, e que não seja tudo proibido como até agora era conhecido». O passado é desanimador dado que «qualquer decisão, qualquer iniciativa, tinha de passar por aprovação e quase nunca se conseguia». Porém, o presente dá ao vice-presidente da Câmara de Montalegre um grau de confiança superior: «felizmente a nova direção do PNPG e do ICNF, apresentam uma nova postura, têm colaborado e proposto algumas atividades diferentes. Penso que estamos no bom caminho».