Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Pitões das Júnias | IV Jornadas Galego-Portuguesas

73678230911433239002 1 1024 2500
Montalegre   iv  1654 150602112742 1 1024 2500
Montalegre   iv  4299 150602112743 1 1024 2500
Montalegre   iv  5173 150602112822 1 1024 2500
Montalegre   iv  77 150602112822 1 1024 2500
Montalegre   iv  6431 150602112822 1 1024 2500
Montalegre   iv  4820 150602112823 1 1024 2500
Montalegre   iv  4997 150602112933 1 1024 2500
Montalegre   iv  9091 150602112933 1 1024 2500
Montalegre   iv  4190 150602112933 1 1024 2500
Montalegre   iv  3487 150602113023 1 1024 2500
Montalegre   iv  1872 150602113023 1 1024 2500
Montalegre   iv  5072 150602113023 1 1024 2500
Montalegre   iv  5601 150602113023 1 1024 2500
Montalegre   iv  8808 150602113023 1 1024 2500
Montalegre   iv  1801 150602113024 1 1024 2500
02 Junho 2015

A típica aldeia de Pitões das Júnias, no concelho de Montalegre, recebeu a quarta edição das "Jornadas das Letras Galego-Portuguesas". Durante dois dias, oradores e participantes debateram aspetos importantes da cultura que une os dois povos. Orlando Alves, presidente da Câmara Municipal, definiu o evento como um momento de «exaltação na vida das pessoas que não dispensam a cultura».

Organizadas pela junta de freguesia de Pitões das Júnias, em parceira com o grupo “Desperta do Teu Sono,” decorreram em Pitões das Júnias as “IV Jornadas das Letras Galego-Portuguesas”. Poesia, visualização de filmes e apresentação de trabalhos sobre temáticas ligadas à origem da cultura e ao passado celto-galaico fizeram parte do programa. Orlando Alves fez as honras de abertura e referiu que se trata de uma iniciativa «que tenta criar na zona da raia, um espaço de intercâmbio dando importância à preservação das línguas galega e portuguesa como motores de aproximação dos dois povos».
 
«FORTE PRESENÇA DE GALEGOS»
 
Este encontro, que acontece anualmente, contou com «uma forte presença de galegos que não é correspondida do lado português» considerou o presidente do município. Estas jornadas acontecem numa altura em que terminou o período de adaptação ao novo acordo ortográfico, uma revisão que segundo o autarca «rasgou por completo e essência e a matriz da língua portuguesa». Na mesma linha afirmou que os grandes nomes da literatura portuguesa «dariam voltas no túmulo se pudessem perceber o crime que este acordo ortográfico fez à nossa língua materna».
 
«HOUVE UM SALTO DE QUALIDADE»
 
No último dia do evento, David Teixeira, vice-presidente da Câmara Municipal de Montalegre, moderou as apresentações e explicou que na edição deste ano «houve um salto de qualidade na defesa da nossa cultura». O autarca frisou que «somos a génese deste país que acaba por nos esquecer». No mesmo sentido, destacou que «é normal que as divisões administrativas sejam para favorecer o poder central». A constituição e o trabalho desenvolvido pelo Ecomuseu de Barroso, onde se estreitam laços com a Galiza, acontecem «com o intuito de defender aquilo que somos», para de seguida confessar: «desde pequeno sinto que esta fronteira une-nos, não nos separa!».
Lúcia Jorge, presidente da Junta de Freguesia de Pitões, explicou que a cada edição «há mais estudos e mais conhecimentos que são apresentados» e essa informação desperta «a curiosidade e o interesse na cultura celta, afirmando-a na região e no país».
 
PROGRAMA

30 Maio
 
10h00 - Abertura das IV Jornadas das Letras galego-portuguesas em Pitões das Júnias
Lúcia Jorge - Presidente da Junta de Freguesia de Pitões das Júnias
Orlando Alves - Presidente da Câmara Municipal de Montalegre
José Manuel Barbosa - Desperta do teu sono
Representantes da Associação Galega da Língua, Associação Pró-Academia Galega da Língua Portuguesa e da Secretaria da Academia Galega da Língua Portuguesa 
10h30
1º Painel - Moderador: José Manuel Barbosa - Desperta do teu sono.
10h30 Mónica O'Reilly: "Myth and identity: Leabhar Gabhála Éireann: Construction and de-construction of irish, Galician and Portuguese Gaelic narrative" (Tradução simultânea: João Paredes)
11h30 João Paredes: "Sobrevivências da antiga religião galaica e concomitâncias na Europa atlântica".
12h30 Marcial Tenreiro: "Mito, realidade e território; Para uma etno-árqueologia jurídica na céltica peninsular".
13h30 Almoço
16h00
2º Painel - Moderadora: Kátia Pereira - Representante do Polo Ecomuseu de Barroso - Pitões das Júnias
16h00 Filme: "Cemraiost'abram" de Mónica Baptista
17h00 Rafael Quintia, Miguel Losada e José Manuel Barbosa: Apresentação das Atas das Jornadas das Letras galego-portuguesas dos anos passados
18h00 Livre
 
31 Maio
 
10h00
3º Painel - Moderador: David Teixeira - Vice-presidente da Câmara Municipal de Montalegre
10h00 Maria Dovigo: "Lei estranha do herdo. Presença da avó na poesia galega contemporânea: As elegias de Joana Torres"
11h00 Hugo da Nóbrega: "Identidade toponímica do Norte de Portugal e localização do nome da Gallaecia"
12h00 Conclusões e propostas em comum
13h00 Almoço
16h00
Visita turística por Pitões das Júnias
Visita ao Mosteiro de Pitões das Júnias
Visita à Cascata
Visita ao Ecomuseu onde se vai expor a panóplia guerreira dos soldados galaicos por parte do Grupo Oinaikos Brakaron
 
Colaboradores: 
AGLP (Academia Galega da Língua Portuguesa)
Associação Pró-AGLP
Câmara Municipal de Montalegre
Junta da Freguesia de Pitões das Júnias
Ecomuseu do Barroso
Polo de Pitões do Ecomuseu de Barroso
AGAL: (Portal galego da Língua) e AGAL (Associação Galega da Língua)
Oinaikos Brakaron
Gaiteiros de Pitões das Júnias
Links para divulgação:
Freguesia de Pitões das Júnias
Concelho de Montalegre