Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Concelho de Montalegre renova parque escolar

14 Outubro 2016
924c21f8181476437564 1 1024 2500

A Câmara Municipal de Montalegre, em 2017 e 2018, vai renovar o parque escolar do concelho. Por estes dias, o presidente do município foi a Lisboa onde assinou um protocolo com o governo que contempla a requalificação das escolas Bento da Cruz (Montalegre) e do Baixo Barroso (Venda Nova). A juntar a estas, está a escola de Salto - também a requalificar.

Ao abrigo da prioridade de investimento 10.05 do Acordo de Parceria Portugal 2020, que contempla intervenções de requalificação e modernização das instalações das escolas do 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, identificadas nos Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial, foi celebrado um protocolo entre o município de Montalegre e o Ministério da Educação que visa a requalificação das escolas Bento da Cruz (Montalegre) e do Baixo Barroso (Venda Nova). A par disso, a autarquia vai, também, requalificar a escola de Salto e, com isso, dar uma nova imagem ao parque escolar concelhio.
 
MUNICÍPIO ASSUME 300 MIL EUROS
 
Muito agradado está o presidente da Câmara Municipal de Montalegre. Orlando Alves contextualiza: «vamos renovar o parque escolar em 2017. Preparámos tudo para que, ainda este ano, também pudesse ser intervencionada a escola de Salto, mas não foi possível iniciar as obras em junho, como era nosso desejo, devido ao atraso do Ministério da Educação na apreciação do projeto. É uma obra da exclusiva responsabilidade da Câmara. Esta escola, bem como as escolas Bento da Cruz (um milhão de euros) e Baixo Barroso (160 mil euros), são candidatas a financiamento do Portugal 2020, através do PO Norte e pela União Europeia através do FEDER. O município suportou os custos destes projetos que foram aprovados pela direção geral dos equipamentos educativos». No mesmo tom, acrescenta que, somadas todas as variáveis, dos cofres da autarquia devem sair cerca de 300 mil euros: «temos a consciência de que são responsabilidades que nos cabem. O município vai suportar, com prazer, cerca de 300 mil euros». Uma verba, adianta Orlando Alves, que não tem preço: «proporcionar boas condições de aprendizagem aos filhos dos barrosões é um trabalho edificante e que dignifica todos os que estão envolvidos nele».
 
2017: ANO DESAFIANTE
 
O líder do executivo garante que «as obras vão entrar em concurso no início do ano» e vão ser «desenvolvidas em 2017 e 2018». Aproximam-se tempos de desafio redobrado com um conjunto de investimentos fulcrais para o desenvolvimento do concelho. Com efeito, para além destes, há a requalificação da estrada que liga à cidade de Chaves: «estamos com vontade de agarrar o projeto da estrada para Chaves porque é uma obra fundamental e importantíssima para Montalegre». Uma aposta que ainda só não foi executada por questões burocráticas. A remodelação do Castelo de Montalegre é outro exemplo de um ano (2017) que irá apresentar um orçamento «muito difícil de executar». Contudo, remata Orlando Alves, «estas coisas são para "homens de barba rija"... vamos agarrar estes desafios com entusiasmo e centrados nas nossas obrigações».
 
INVESTIMENTO
 
EBS BENTO DA CRUZ - MONTALEGRE
Feder - 850.000,00
Município - 75.000,00
Governo (OE 2017) - 37.500,00
Governo (OE 2018) - 37.500,00
 
EBS DO BAIXO BARROSO - VENDA NOVA
Feder - 134.854,47
Município - 11.898,92
Governo (OE 2017) - 5.949,00
Governo (OE 2018) - 5.949,00
 
924c21f8181476437564 1 1024 2500