Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Barroso | Candidato a programa da FAO

20 Junho 2017
2b2f1691141498040964 1 1024 2500

Decorreu no salão nobre da Câmara Municipal de Montalegre, uma reunião de trabalho relacionada com o processo de candidatura da região de Barroso ao programa "A importância mundial do património agrícola" que está a ser desenvolvido pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) e que envolve os concelhos de Montalegre e Boticas. O delegado da instituição em Portugal reuniu com autarcas, empresários e representantes de várias instituições do concelho. Foram abordadas questões cruciais para o desenrolar do processo e recolhidas várias sugestões. Recorde-se que já em novembro do ano passado uma delegação da FAO visitou a região.

Na sequência da visita ocorrida em novembro último, houve reunião de trabalho no salão dos Paços do Concelho com vista a limar arestas da candidatura que está a ser preparada, em nome da região do Barroso, a património paisagístico mundial. Com efeito, uma produção de alta qualidade que preserva uma grande agro-diversidade e onde a agricultura é um elemento importante na identidade cultural, são algumas das razões que impulsionaram a uma candidatura da região de Barroso ao programa "A importância mundial do património agrícola" que está a ser desenvolvido pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura). Em fase de preparação, o processo é promovido pelo governo e envolve várias entidades: os municípios, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Universidade do Minho (UM), Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega (ADRAT) e a Direção Regional de Agricultura (DRA).
 
PRESTÍGIO
 
O objetivo passa por preservar sistemas agrícolas marcados pela harmoniosa interação entre comunidades tradicionais e o meio ambiente. Em 2002, a FAO lançou a iniciativa de uma parceria global para a conservação e gestão de sistemas agrícolas tradicionais de relevância global (SATRG). Durante o encontro, que decorreu no salão nobre da autarquia, as entidades envolvidas reuniram com os agentes locais no sentido de lhes explicarem a candidatura e ouvirem sugestões e linhas orientadoras para a evolução do processo. O documento final está a ser concluído e será entregue pelo governo português à FAO dentro de um mês. No final, a opinião era unanime: trata-se de uma candidatura prestigiante para a região.
 
TEM A PALAVRA
 
Orlando Alves | Presidente da Câmara de Montalegre
«Foi uma reunião importante. Foram apresentadas as linhas mestras desta candidatura. Já no ano passado recebemos a visita de um representante da instituição e começamos de imediato a trabalhar neste desígnio. Tem havido um trabalho árduo em conjunto com várias instituições. É um projeto muito interessante de qualificação do território que vai trazer uma mais-valia a este território. Afirma-se como um espaço único de vivências culturais, paisagísticas, ambientais e patrimoniais que são reserva da natureza e vão merecer a aprovação da FAO. Teremos um território reconhecido».
 
Francisco Sarmento | Representante da FAO em Portugal
«Foi uma discussão muito participada. Todos os atores manifestaram os seus pontos de vista abertamente e com muita vontade de que este projeto avance. Fiquei agradavelmente surpreendido. Estamos na fase de recolher os contributos de quem está no terreno. Acredito que esta candidatura será aprovada. Faço votos de que esta certificação permita afirmar esta região e que a identidade barrosã seja reconhecida a nível global».
 
Montalvão Machado | Secretário Geral da ADRAT
«Foi uma reunião muito positiva e contou com uma participação muita ativa das pessoas que nós queríamos que estivessem presentes. Penso que estão dados os primeiros passos para que isto seja um projeto de toda a região. Não é um processo indicado de cima para baixo mas sustentado nas pessoas. O documento está disponível para consulta na página de Internet da Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega (ADRAT)».
2b2f1691141498040964 1 1024 2500
Regio do barro 4643 170621113017 1 1024 2500
Regio do barro 4632 170621113021 1 1024 2500
Regio do barro 4548 170621113027 1 1024 2500
Regio do barro 3012 170621113031 1 1024 2500