Passar para o Conteúdo Principal Top
Montalegre
Logótipo de Município de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Gás natural chega a Montalegre

Montalegre  chegada do gas natural   5  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   7  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   8  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   9  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   10  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   12  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   13  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   14  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   16  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   18  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   19  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   20  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   21  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   22  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   24  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   25  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   29  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   35  1 1024 2500
Montalegre  chegada do gas natural   36  1 1024 2500
14 Julho 2018
Montalegre  chegada do gas natural   6  1 1024 2500
A vila de Montalegre já tem gás natural. A inauguração das instalações foram presididas pelo Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas. Refira-se que a Sonorgás – Sociedade de Gás do Norte, empresa do grupo Dourogás, é detentora da licença para distribuir o gás natural em Montalegre. Está a construir a rede de distribuição domiciliária - cerca de 12 quilómetros - e a Unidade Autónoma de Gaseificação – UAG, que permitirá o fornecimento a mais de 900 fogos, num investimento que se aproxima dos três milhões de euros, envolvendo, também, trabalhos de adaptação no interior das habitações.
O gás natural é um combustível proveniente de matéria orgânica fóssil. Possui propriedades físico-químicas que lhe conferem inúmeras vantagens, com uma combustão uniforme e muito eficiente. O fornecimento desta forma de energia é contínuo, oferecendo modernidade, conforto, segurança e economia. Chega aos consumidores através de moderna rede de distribuição, que garante o fornecimento de forma ininterrupta, 24 horas por dia, todos os dias do ano. O gás natural é versátil e pode ser utilizado em residências, comércios, indústrias e serviços.
 
AUTARQUIA REFORÇA APOSTA
NAS ENERGIAS ALTERNATIVAS
 
O presidente da Câmara de Montalegre manifestou o seu contentamento pela chegada desta nova forma de energia, que considerou fechar o ciclo de enriquecimento do concelho: «depois da hídrica, eólica e solar, o gás natural vem fechar o setor de maior relevância do concelho de Montalegre: a produção da energia». Orlando Alves lembra que «Montalegre lutou por este projeto, que vem melhorar as condições de vida dos residentes e fortalecer a economia, designadamente as nossas empresas que já ajudam o concelho, que aqui geram riqueza e fixam população, sem prejudicar a nossa marca, como autarquia que valoriza a natureza e protege o ambiente».
 
TEM A PALAVRA
 

Orlando Alves | Presidente da Câmara de Montalegre
«É, claramente, uma obra muito importante. Marca uma gestão autárquica e estabelece um marco importante no agarrar do futuro de Montalegre. Simboliza um toque de modernidade. Estamos a falar de uma energia mais limpa e substancialmente mais barata. Vamos ter mais conforto com menos dinheiro. Os montalegrenses têm percebido porque que razão as suas ruas estão um pouco um pouco maltratadas. Já a partir de hoje, 40 habitações passam a estar abastecidas por este tipo de energia. É um momento histórico e um dia extraordinariamente importante».

Miguel Freitas | Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas
«É um investimento que, certamente, vai trazer mais conforto e qualidade de vida. É uma energia mais limpa e mais segura. É um marco importante para esta região. Estamos num parque natural onde as energias limpas têm um significado muito importante. Este é o caminho para o futuro. O interior é uma prioridade para este Governo. As questões da energia são essenciais. O Governo apresenta uma tarifa social. No concelho de Vila Real há 27 mil famílias que beneficiam dessa redução. Foi um dia importante para o interior. Reunimos num concelho de ministros especial onde se discutiram as questões da coesão territorial. O interior foi assunto chave e terá um conjunto de medidas de apoio».

David Teixeira | Vice-presidente da Câmara de Montalegre
«É um marco histórico de mais uma grande conquista para o concelho de Montalegre. O gás natural é dos projetos que melhor encaixa naquilo que é a identidade barrosã. É mais uma energia limpa e uma forma de defender e preservar o território. Não é preciso estarmos nas grandes cidades para termos acesso aquilo a que todos temos direito».

Fátima Fernandes | Vereadora da educação da Câmara de Montalegre
«Com o nosso meio ambiente é muito importante que tenhamos uma energia mais limpa. Vai possibilitar que as pessoas paguem muito menos pelo gás. A mais-valia é ser uma energia limpa».

Francisco Magalhães | Diretor-Geral da empresa Sonorgás
«Temos um projeto de investimento de cerca de três milhões de euros para implementar até ao final de 2019. É uma energia mais limpa. Precisamos de energias mais limpas para pouparmos a natureza. Par o consumidor é uma energia tão barata como as mais baratas. É mais uma alternativa. Nós não vendemos gás, só temos a infraestrutura para que o comercializador coloque lá o gás e pague uma taxa de utilização da rede igual à do litoral. Estamos ainda a proceder às obras na via. Dentro das moradias devem proceder à alteração dos equipamentos».

Ascenso Simões | Deputado
«É um investimento muito importante numa perspetiva de equilíbrio territorial. Temos que ter a capacidade de levar ao interior do país condições de competitividade semelhantes às do litoral. As pessoas de Montalegre têm agora outras condições de competitividade. Montalegre passa a ter uma energia mais limpa, uma capacidade acrescida para a economia local e uma inovação tecnológica».

Francisco Rocha | Deputado
«Foi mais um dia histórico. Pressupõe uma nova visão sobre o território. Cada um dos cidadãos e famílias que aqui habitam ficam habilitadas a aceder a uma energia limpa coincidindo com o contexto de ser porta de entrada do Parque Nacional da Peneda Gerês. Quando se fala de um território com um nível etário muito elevado também vai permitir que as pessoas percebam que viver no século XXI também tem destas grandes vantagens».

António Morais | Presidente da Junta de Freguesia de Montalegre
«É um acontecimento histórico. É uma energia limpa e muito vantajosa para a população. As pessoas já não têm a necessidade de utilizarem as botijas que em muitos casos iam abastecer a Espanha, sob a sujeição de serem multadas».