Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Empreendedorismo | "Números Voadores" (Melaria)

12 Fevereiro 2019
Padroso  melaria   25  1 1024 2500

Na aldeia de Padroso nasceu uma empresa vocacionada para a apicultura. Com o nome "Números Voadores", promete voar alto à luz do investimento de 200 mil euros já realizado, em parte com fundos comunitários. A "picar o ponto" está o emprego. Se tudo correr como o previsto, dentro de algum tempo há mais ofício a somar aos três postos de trabalho já existentes. Para já, o principal mercado está em Inglaterra. Por estes dias, o executivo municipal - acompanhado pela Secretária de Estado do Turismo - visitou o local.

É mais um exemplo de empreendedorismo no concelho de Montalegre. Envolta por uma paisagem de cortar o fôlego, a empresa Números Voadores, constituída por três jovens agricultores, já criou um posto de trabalho direto e dois indiretos na aldeia de Padroso, localidade que dista a escassos quilómetros da sede concelhia. O investimento viu a luz do dia fruto de uma candidatura, em 2017, ao PDR2020, no âmbito das Operações 3.2,1 – Investimentos na Exploração Agrícola e Operação e na Operação 3.1.1 – Jovens Agricultores, tendo a mesma sido aprovada. 

PROJETO | CARATERÍSTICAS

É discreta a localização desta melaria. Os acessos são fáceis. A escolha foi feliz. O projeto mostra um moderno pavilhão de onde é feita a extração de mel bem como o armazenamento de material. Contas feitas, o investimento coloca no terreno 600 colmeias para a produção anual de cerca 9.000 kg. É intenção destes empresários subir estes números mesmo sabendo que, na nossa região, as abelhas só trabalham cinco meses (a partir de março). A direção da empresa defende que o aparecimento teve por fim «promover a apicultura numa região do interior, onde existe escassez de emprego, mas abundância de recursos naturais, que deverão ser devidamente aproveitados».

TEM A PALAVRA

Orlando Alves | Presidente da Câmara de Montalegre
«É um bom exemplo do caminho que pode e deve ser percorrido por quem se decide a permanecer entre nós. O território é agricultura, pecuária e floresta. É no monte que as abelhas se alimentam e o homem conseguiu tirar proveito do mel que elas produzem. A atividade apícola tem muito espaço para progredir. Os países frios do Norte da Europa são deficitários em mel. Foi uma oportunidade que estes jovens de Padroso souberam aproveitar como outros no concelho também estão a fazê-lo. Só me apraz registar este momento feliz e simpático de quem decide investir no território, dinamizando-o e dando-lhe sustentabilidade. Parabéns aos promotores. São um grupo de três sócios. Faz sentido porque, individualmente, não vamos a lado nenhum. Esta capacidade é garantia de êxito comercial. Esta atividade está entregue nas mãos de pessoas que têm formação. Isso é meio caminho andado para o sucesso».

Ana Mendes Godinho | Secretária de Estado do Turismo
«Este investimento mostra bem como os nossos territórios estão cheios de oportunidades. Aproveitam-se os recursos naturais e transformam-se em valor económico. Temos aqui este exemplo fantástico. São jovens que pegaram nesta mais-valia para exportação. A certificação acrescenta valor e é isso que lhes garante que há procura. É esta autenticidade que transforma Portugal num país de oportunidades. É um orgulho vermos estes projetos de pessoas que acreditam nos seus territórios».

Susana Gonçalves | Melaria - "Números Voadores"
«É um projeto que tem como atividade principal a apicultura. É financiado por fundos comunitários, neste caso o PDR 2020. Serão cerca de 600 colmeias. Temos a parte principal feita que é a construção do armazém onde está inserida uma mini fábrica para a exploração do mel. Temos o investimento em todo o material e já estamos a trabalhar com 300 abelhas. O projeto surgiu pelo desemprego de um dos sócios a que nos associamos mais dois. Pensamos em algo mais abrangente e surgiu a empresa "Números Voadores", constituída por jovens agricultores. Analisamos o escoamento e os nossos recursos naturais. Até ao momento está a correr muito bem. O valor do investimento é de 210 mil euros, dos quais 134 mil são financiados pelo PDR 2020. Neste momento temos apenas a unidade primária de produção em que só podemos extrair para venda ao consumidor final, já embalado, 600 quilos. Podemos vender o resto a granel. No próximo ano queremos avançar para a certificação. Neste momento o nosso público alvo é a Inglaterra. Neste momento é o melhor comprador de mel. Estamos numa zona fria que reduz a rentabilidade, porque no Inverno precisamos de alimentá-las, dadas as temperaturas, mas aumenta a qualidade do mel. Noutros sítios a produção acontece duas vezes por ano, mas aqui é só uma. Temos um objetivo maior para certificação em melaria, para produção, embalamento e venda direta».


Padroso  melaria   1  1 1024 2500
Padroso  melaria   1  1 1024 2500
Padroso  melaria   2  1 1024 2500
Padroso  melaria   3  1 1024 2500
Padroso  melaria   4  1 1024 2500
Padroso  melaria   5  1 1024 2500
Padroso  melaria   8  1 1024 2500
Padroso  melaria   6  1 1024 2500
Padroso  melaria   7  1 1024 2500
Padroso  melaria   9  1 1024 2500
Padroso  melaria   12  1 1024 2500
Padroso  melaria   11  1 1024 2500
Padroso  melaria   14  1 1024 2500
Padroso  melaria   10  1 1024 2500
Padroso  melaria   13  1 1024 2500
Padroso  melaria   17  1 1024 2500
Padroso  melaria   16  1 1024 2500
Padroso  melaria   15  1 1024 2500
Padroso  melaria   18  1 1024 2500
Padroso  melaria   20  1 1024 2500
Padroso  melaria   21  1 1024 2500
Padroso  melaria   19  1 1024 2500
Padroso  melaria   22  1 1024 2500
Padroso  melaria   23  1 1024 2500
Padroso  melaria   24  1 1024 2500
Padroso  melaria   26  1 1024 2500