Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

XX Feira do Livro | «Privilegia o "Consumo Interno"»

30 Maio 2019
Xx feira do livro  o senhor ribeiro e o guarda rios   9  1 1024 2500

A poucas horas da abertura da vigésima feira do livro de Montalegre, a responsável pela biblioteca municipal e um dos nomes fundadores do cartaz, responde sucintamente a algumas questões que revelam o que podemos esperar deste evento ao mesmo tempo que enumera as "imagens" fortes destas duas décadas de cultura.


- Está desde a primeira hora associada à Feira do Livro de Montalegre. Conte-nos como apareceu o evento.
Sim, fundadora do evento, conjuntamente com a equipa da Divisão Sócio Cultural, na altura. É um evento que nasce da proposta em Plano de Atividades (1998/1999) dos Serviços da Biblioteca Municipal no primeiro ano em exercício de funções, aquando da sua abertura ao público.

- Quais são, no seu entender, as "imagens" mais fortes deste certame ao longo destes anos?
Uma das "imagens" mais fortes prende-se com a participação dos diferentes públicos alvo da comunidade. Destaque para a comunidade educativa responsável pela [email protected], Mostra Pedagógica, que é sempre um sucesso. Mais tarde, através do projeto "Itinerâncias Sociais e Culturais com Seniores Barrosões", a presença dos parceiros com a mostra cultural e social do trabalho desenvolvido "enriquece"o evento. A diversidade e pluralidade de atividades culturais do programa (apresentação de livros, saraus teatro, exposições, música...) tem sido estratégica, privilegiando os atores locais. Por último, o CAFÉ COM LETRAS, presente desde a primeira edição, é um espaço promotor de encontros informais, onde a oferta de um café MELTINO, impõe um sabor ímpar à leitura.

- Enumere aspetos a melhorar.
Certamente muitos. E, todos os anos primamos pela melhoria. O evento é avaliado pelos visitantes, deixando sugestões à organização. Sempre que sejam pertinentes e exequíveis procuramos implementá-las. Respeitar o público nas suas necessidades, criando um grau de satisfação pela oferta que fazemos é algo que queremos vir sempre a melhorar.

- Qual o "segredo" da longevidade?
O "segredo" é o facto de ser um evento feito de / para e com a comunidade. Somos o que se chama um evento que privilegia o "Consumo Interno". Feito a pensar na comunidade, com o desiderato de promover o índice cultural dos barrosões. Citando Sophia de Mello Breyner Andresen: "A Cultura é cara, mas a incultura, é mais cara ainda!". Somos, apenas, o rosto de muitos que connosco trabalham todo ano, a quem somos gratos por terem aceite os nossos convites e desafios. Bem hajam!

- O que podemos esperar destes 20 anos da feira do livro de Montalegre?
Uma "quase semana" de muitas e variadas ofertas culturais, para os diferentes público(s) alvo(s), onde o Pavilhão Multiusos se transforma numa "casa acolhedora": "ENTRE QUEM É", Miguel Torga.