Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Logótipo de Município de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Município | Revolução digital nos serviços

03 Junho 2019
Cmm  revolucao digital nos servicos   12  1 1024 2500

O município de Montalegre - ao abrigo de uma candidatura financiada pelo Portugal 2020, através do Norte 2020, e da União Europeia, através do FEDER - implementou uma verdadeira revolução ao nível dos serviços de informação. Este projeto, cujo início remonta a meados de 2017, segue o plano estratégico para reorganização e capacitação dos serviços na área das TIC, promovendo estas na Administração e Serviços Públicos, com o principal objetivo de desmaterialização de processos e disponibilização de serviços em linha, envolvendo os cidadãos e colaboradores municipais. O investimento está próximo do meio milhão de euros.


VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES E REDES

Divido em dois grandes grupos de ações, o primeiro grupo visou a eficiência de processos e a renovação e modernização da infraestrutura TI de suporte. Este grupo de intervenções iniciou-se com a reformulação do parque de servidores, virtualizando todos os servidores físicos ainda existentes e consolidação e atualização da virtualização de servidores já existente. Atualmente, todos os servidores do município, em produção, são máquinas virtuais, correndo num cluster com redundância de processamento e armazenamento de dados. Além dos enormes ganhos em escalabilidade, facilidade de gestão, de backup e replicação, esta intervenção permitiu, ainda, uma redução significativa em gastos energéticos, tanto pela eficiência da solução virtualizada, como do número inferior de servidores físicos ligados, assim como menor gasto em arrefecimento necessário aos datacenter. Seguidamente, ainda dentro deste grupo de ações,  foi alterado o "núcleo central" da rede de dados do município, sendo instalado um novo switch core, com redundância e com interfaces a 10Gbps e, também, duas novas firewalls de rede de última geração ligadas em cluster redundante de alta disponibilidade.

VIRTUALIZAÇÃO DOS POSTOS DE TRABALHO

Depois de consolidada a rede e o parque de servidores, a etapa seguinte do projeto foi a virtualização (VDI) dos postos de trabalho de todos os utilizadores, tanto no edifício dos Paços do Concelho como em todos os outros sob a alçada do município. Esta foi a ação com impacto mais visível para os colaboradores municipais. O VDI ou virtualização de desktops é uma tecnologia que separa o sistema operativo e as suas aplicações do dispositivo físico que acede ao mesmo. Pode ser usado, também, com virtualização de aplicações e por um sistema de gestão de utilizadores. Deste modo, todos os componentes são virtualizados, criando um ambiente muito mais seguro para os desktops. Na implementação usada na autarquia, os sistemas operativos são máquinas virtuais executadas num servidor correndo um hypervisor dentro do datacenter principal. Os dispositivos clientes para ligação aos desktops remotos usados nos serviços são os denominados Zeroclients (mini-terminais, com tempo de vida muito grande e baixíssimo consumo de energia), podendo, também, ser usados PCs portáteis comuns, tablets e até smartphones, permitindo que o ambiente de trabalho do utilizador seja completamente independente do dispositivo terminal.

GASTOS REDUZIDOS

Face ao descrito, esta solução permite a eliminação das despesas resultantes das constantes avarias e atualizações dos computadores individuais de trabalho, redução do consumo de energia e a consequente pegada de carbono. Minimiza, também, a possibilidade de perda de dados dos utilizadores por haver um único ponto de análise, segurança e backup. Outras das mais destacadas vantagens do VDI, é a rápida instalação, atualização, manutenção e implantação em larga escala de forma muito eficaz das estações de trabalho.

BACKUP, DISASTER RECOVERY E REDUNDÂNCIA 

Este grupo de ações encerrou com a criação de uma solução híbrida (local + cloud) de backup e disaster recovery. Esta solução está suportada num novo datacenter dentro do edifício da edilidade, num outro piso e ala oposta, ligado por fibra ótica ao datacenter principal, onde foi implementado um cluster de servidores e storage para backups e disaster recovery. Além de ter cópias de segurança locais, este datacenter secundário tem, também, a capacidade de assumir todos os serviços principais no caso do datacenter principal ficar inoperacional. Como medida de redundância adicional, foi implementada a replicação de dados e servidores virtuais para um datacenter externo (cloud) com o objetivo de garantir uma segurança mais efetiva dos dados do município no caso de uma catástrofe que afete os dois datacenter do edifício.

SERVIÇOS ON-LINE

O segundo grande grupo de ações desta candidatura incide sobre os serviços on-line, onde o grande objetivo é a agregação, numa única plataforma, de todos os serviços disponibilizados pelo município ao cidadão e às empresas, com vista a facilitar a aproximação do cidadão e das empresas à administração pública. Este grupo de ações iniciou-se depois de toda a base e consolidação conseguida com as ações do primeiro grupo, pois sem elas não seria possível. Esta fase arrancou com a instalação de uma solução de desmaterialização de processos, envolvendo, também, gestão documental digital e workflow. Complementarmente, foi, também, configurado software de business inteligence e suporte à decisão. Com a construção do novo portal web do município - lançado no último feriado municipal - e com a instalação de uma solução de criação e gestão de formulários web, este novo portal possibilitou a integração com os sistemas de informação internos da autarquia, permitindo não só a consulta de processos que os munícipes tenham a decorrer nos serviços autárquicos, como também o preenchimento eletrónico, assinatura eletrónica com cartão de cidadão e submissão de formulários via web, espelhando os serviços disponíveis aos balcões da autarquia.
Neste grupo de ações foi ainda implementada a faturação eletrónica, tanto inbound como outbound, ou seja, a partir de agora os munícipes podem solicitar o recebimento eletrónico das suas faturas de serviços ou taxas pagas ao município. Desta forma, a câmara de Montalegre está preparada para receber as faturas dos seus fornecedores por via eletrónica, com integração direta no sistema de contabilidade.

Mais pormenores - AQUI

NORTE2020_FEDER

Cmm  revolucao digital nos servicos   1  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   5  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   3  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   4  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   2  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   8  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   7  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   6  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   9  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   11  1 1024 2500
Cmm  revolucao digital nos servicos   10  1 1024 2500