Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Volta a Portugal 2019 | Luís Gomes conquista Larouco

08 Agosto 2019
Montalegre  volta a portugal 2019   56  1 1024 2500

São Pedro voltou a fazer cara feira no dia em que a Volta a Portugal em bicicleta galgou ao cimo da serra do Larouco. Um infeliz hábito que tem travado o impacto da beleza da chegada e que muito tem frustrado as expetativas da autarquia e da organização do evento. Para a história, fica o triunfo de Luís Gomes, corredor da Rádio Popular-Boavista, que demorou 4:25.39 horas a fazer os 156,2 quilómetros que ligaram Bragança ao Larouco e um novo camisola amarela, Joni Brandão, ciclista da Efapel, que passou a assumir o primeiro lugar da classificação geral com uma diferença escassa, um segundo apenas, para João Rodrigues (W52-FC Porto). O anterior comandante, Gustavo Veloso, caiu para a terceira posição e está agora a 15 segundos do líder.


MONTALEGRE - Volta a Portugal 2019 (7.ª Etapa - Percurso Total)

MONTALEGRE - Volta a Portugal 2019 (7.ª Etapa - Percurso - Concelho de Montalegre)

MONTALEGRE - Volta a Portugal 2019 - Press Kit

MONTALEGRE - VOLTA A PORTUGAL 2019 (8 agosto) Classificação após 7.ª Etapa


A sétima etapa, que começou em Bragança, revolucionou as contas da Volta a Portugal em bicicleta ao terminar com um Prémio de Montanha de 1ª categoria instalado no segundo ponto mais alto do território continental português. Luís Gomes (Radio Popular Boavista) venceu no topo da serra do Larouco envolvido num intenso nevoeiro, mas nem assim a Camisola Azul Liberty Seguros deixou de brilhar porque, cada vez mais, é o "rei dos trepadores". Gomes terminou dois segundos à frente de Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) e do suíço Matthias Reutmann (Swiss Race Academy).

JONI BRANDÃO CONQUISTA AMARELA

Os primeiros classificados da etapa da serra do Larouco deste ano, surgiram de um grupo em fuga desde o quilómetro 25 que o pelotão, comandado quase sempre pelo FC Porto, não anulou. A vantagem dos fugitivos chegou aos 10 minutos, mas estando atrasados na classificação geral e como as principais contas se faziam apenas no fim, não houve grande reação. Seriam os derradeiros nove quilómetros da subida final que iam definir a classificação. Gustavo Veloso já antes tinha demonstrado algumas dificuldades e na subida não conseguiu acompanhar o momento em que Joni Brandão arrancou à procura de ganhar tempo aos principais adversários. João Rodrigues, companheiro de equipa de Veloso e segundo da geral à partida em Bragança, respondeu, mas na meta perdeu 11 segundos para Brandão, o que deu ao corredor da Efapel a nova liderança da Volta.

MAU TEMPO ADIOU CERIMÓNIA DE PÓDIO

O mau tempo no topo do Larouco levou a organização a adiar a cerimónia de pódio para o dia seguinte, momentos antes da partida da 8ª etapa, em Viana do Castelo. Esta decisão não permitiu ver em Montalegre os novos líderes. Ao nível da Juventude também houve alteração: o espanhol Unai Quadrado (Equipo Euskadi) é o melhor jovem em prova, Camisola da Juventude Jogos Santa Casa. A W52-FC Porto perdeu a "Amarela" e a classificação coletiva por troca com a Rádio Popular-Boavista, mas continua com a Verde Rubis Gás dos pontos com Daniel Mestre.

PRESIDENTE DE CABO VERDE PRESENTE

O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, assistiu ao final da sétima etapa da 81.ª Volta a Portugal em bicicleta, na serra do Larouco. O governante justificou, deste modo, a sua presença: «estou numa visita privada em Portugal, por poucos dias, em Montalegre a convite do Presidente da Câmara. Deu-se a coincidência e fiz questão de vir ver. É a primeira vez que assisto a um final de etapa». Confesso "amante do desporto", Jorge Carlos Fonseca disse que as condições climatéricas «foram ímpares para um cabo-verdiano, com o nevoeiro, a chuva e o vento», apelidando a experiência de «bastante interessante». Depois de se encontrar com o diretor da prova, Joaquim Gomes, e o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, o chefe de Estado enalteceu as «boas condições de Cabo Verde para este desporto» e lembrou um protocolo de formação e treino entre federações dos dois países.

TEM A PALAVRA

Orlando Alves | Presidente da Câmara de Montalegre
«Vale a pena apostar nesta modalidade. O ciclismo tem quer ser enraizado e sobrepor-se a outras modalidades. Esta prova é, indiscutivelmente, o maior espetáculo desportivo que se realiza em Portugal. Foi um dia à moda do Barroso, um dia tipicamente de Inverno. Montalegre faz questão de integrar e estar presente neste grande espetáculo que é a Volta a Portugal».

Luís Gomes | Vencedor da etapa
«É um sentimento muito especial. Era uma vitória muita desejada nesta competição. Tenho que agradecer à minha família e a toda a gente que me apoia e que acreditou que eu conseguia vencer na serra do Larouco».

Joni Brandão | Camisola Amarela
«Estou muito satisfeito. É o concretizar de um sonho. Para o concretizar plenamente era ganhá-la nos Aliados. Vou tentar mantê-la. Está tudo em aberto nesta Volta a Portugal. Os adversários estão perto. Ainda temos muito pela frente».

VOLTA | MONTALEGRE | MEMÓRIA

2018 Início da 7.ª etapa
2017 Meta Volante
2016 Início da 3.ª etapa
2015 (Délio Fernández)
2014 (David Belda)

MONTALEGRE | VOLTA A PORTUGAL 2019 - MOMENTOS


Montalegre  volta a portugal 2019  02 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  01 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  05 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  04 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  06 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  07 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  08 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  03 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019  09 1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   31  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   25  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   27  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   26  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   29  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   30  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   34  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   36  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   35  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   41  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   37  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   38  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   39  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   42  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   40  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   43  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   44  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   47  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   48  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   46  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   45  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   51  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   50  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   53  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   49  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   55  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   54  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   57  1 1024 2500
Montalegre  volta a portugal 2019   58  1 1024 2500