Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Concelho | Uso do baldio em debate

11 Novembro 2021
Cmm  uso do baldio   7  1 1024 2500

A Câmara Municipal de Montalegre reuniu, nos Paços do Concelho, com as juntas de freguesia e as comissões de baldios onde foi analisada a melhor forma de potenciar o uso dos baldios do concelho. A ideia foi projetar ações para serem postas no terreno ao longo dos próximos quatro anos. Há dinheiro para investir que exige planeamento e um trabalho em rede. Para breve, a autarquia vai fazer um périplo pelas freguesias de forma a sensibilizar as populações para o bom uso das queimas e queimadas.


AÇÕES PREVISTAS

- Promover o apoio ao pastoreio extensivo
- Uso do fogo como estratégia integrada de Gestão Florestal Rural
- Apoio à população na realização de queimadas e fogo controlado
- Comunicação especializada de proximidade
- Criação de mosaicos para renovação de pastagens
- Ações de vigilância e deteção de incêndios

TEM A PALAVRA

David Teixeira | Vice-presidente da Câmara de Montalegre
«Desafiámos as juntas de freguesia e os baldios no sentido de, em conjunto, elaborarmos um plano de valorização do bom uso do baldio. Queremos olhar para a nossa paisagem e perceber que podemos retirar mais valias deste território. A realidade mudou. Antes, o baldio era muito disputado. Agora a paisagem é usada praticamente só por pastores e caçadores. A mais valia resume-se só na área que está fora do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Para os próximos quatro anos queremos, em conjunto, desenvolver um projeto que consiga valorizar a paisagem, trazer mais valias aos agricultores e possamos, também, fazer o melhoramento de pastagens com o apoio dos fundos comunitários. Queremos que o nosso Gabinete Técnico Florestal (GTF) lidere o processo de fogos controlados e renovação de pastagens. A nossa população tem que olhar para a nossa paisagem - classificada de forma extraordinária pela FAO - como uma oportunidade e não como algo que tem um destino traçado em cada Verão, sendo devorada pelo fogo. Isto não é forma de gerir o nosso património. Com os fundos comunitários, é possível que os Conselhos Diretivos de Baldios e as Juntas de Freguesia que fazem a gestão dos baldios se possam agregar. Vamos fazer um périplo pelas freguesias no sentido de sensibilizar a população e dizer-lhe que as regras mudaram para serem feitas queimas e queimadas. É obrigatório assinalar o registo na página do ICNF para que tudo seja feito legalmente. Irmos às freguesias também pretende dizer a todos os pastores e a todos que usam o baldio, que a Câmara Municipal está disponível a liderar, de forma gratuita, um plano de fogo controlado de melhoramento de pastagens, de candidaturas a fundos comunitários para construção de pontos de água e outras possibilidades no sentido de valorizar a utilização desta área comum.»

cmm__uso_do_baldio___5_
cmm__uso_do_baldio___6_
cmm__uso_do_baldio___10_
cmm__uso_do_baldio___4_
cmm__uso_do_baldio___2_
cmm__uso_do_baldio___11_
cmm__uso_do_baldio___12_
cmm__uso_do_baldio___13_
cmm__uso_do_baldio___14_
cmm__uso_do_baldio___15_
cmm__uso_do_baldio___16_